Sites Grátis no Comunidades.net

Total de visitas: 2834634
 
Leiam a pergunta que recebi

Leiam a pergunta que recebi:

"Dr, tenho 30 anos e minha esposa 35, eu tenho ejaculação em menos de dois minutos apos a penetração, e por causa disso eu estimulo muito minha esposa antes da penetração, pecebo tambem que ela sente muito prazer com isso,(preliminares), mas tem um problema, minha esposa não gosta muito de fazer sexo comigo, pois ficamos sem fazer sexo até 10 dias ou mais, ja brigamos muito por esse motivo eu procuro e ela não quer, sera que isso é por causa da minha ejaculação precoce? ou pode ter outro motivo ja que ela sente muito prazer quando temos relação?"

Minha resposta:

"O motivo é por que vc ñ está bem resolvido com a situação e acaba transformando o momento sexual em algo raro e cheio de ansiedade. As mulheres são mais sensitivas e acabam por perceber a falta de naturalidade na situação e isso vai deixando elas frustradas. Já os homens tendem a relacionar esta frustração com o desempenho somente, quando o grande motivo para elas é exatamente a perda da espontaniedade que prejudica em muito a intimidade do casal.
Resumindo: enquanto vc está lá fazendo mil malabarismos ( nas preliminares), como o intuito de saciá-la, ela está chateada com sua falta de naturalidade e distância entre vcs."

Este tipo de enfoque é frequente: o homem relaciona o descontentamento dela a performance, sem notar nem perguntar para a mulher qual é a sua verdadeira frustração!

 

Lendas, crendices e primeiros Equívocos

 

O significado da vida consiste basicamente em sentir e passar sentimentos, nas quais a sexualidade assume papel importante, mas que, embora um processo absolutamente natural, acaba atropelado pela “experiência” dos mais velhos, que insistem em nos antecipar “caminhos”, que, cedo ou tarde, descobriríamos por nós mesmos.

 

 

 

Por conta disso, vão surgindo chavões, do tipo “homem é  homem dá “mulher,  mulher é tudo igual”, como forma de combate ao heterossexualismo, ou ainda a versão de que sexo entre parentes gera filhos doentes, etc.

 

 

 

O principal, ou seja, um esclarecimento franco e honesto sobre a atividade sexual fica obscurecido. O sexo torna-se um tabu, cheio de mistério e proibições, somente rompidas nas cercanias da pré - adolescência, quando as modificações hormonais acontecem. Essas alterações provocam o desejo, e o desejo conduz a masturbação, símbolo equivocado do machismo ou feminismo, não raro incentivado até pelos mais velhos.

 

 

 

A masturbação exige concentração e movimentos mecânicos, para, afinal, fraudar um ato, que, na verdade, poderá ocorrer naturalmente entre um homem e uma mulher, e o resultado final disso tudo é uma clara sensação de perda.

 

 

 

Perda da razão, inclusive. É claro! Que a masturbação é saudavél não ficou provado até hoje que a masturbação faça mal para a saúde...

 

 

 

Fisicamente, pode até ser assim. Mentalmente, porém, não temos dúvida que faz... Se, for mau resolvida!

 

 

Por que algumas mulheres têm dificuldades em atingir o orgasmo através da penetração vaginal, atingindo-o somente com a estimulação clitoriana?
A genitália feminina, assim como a masculina, é mais sensível a medida que se "distancia" do nosso corpo. Isso equivale a dizer que para os homens há uma sensibilidade maior na ponta do pênis, e vai diminuindo a medida que se aproxima da raiz do mesmo, ocorrendo igualmente com as mulheres.
As ramificações nervosas encarregadas do prazer feminino, situam-se principalmente no clitóris (parte mais externa), e vão perdendo sensibilidade à medida que se aproximam do interior da vagina. Digamos que "quanto mais interno", menor a sensibilidade e "quanto mais externo", maior a sensibilidade.
A sexualidade feminina é muito mais complexa que a masculina. Evidentemente, a pergunta de um milhão de dólares é: "Por que as mulheres desejam a penetração, se com a estimulação clitorial desfrutam mais?" Aqui intervém a subjetividade de cada mulher, "necessito senti-lo dentro", responderam. A penetração, tem sobre as mulheres um componente afetivo/emocional de difícil compreensão para os homens.
Com frequência tem se relacionado a carência de orgasmo vaginal com a imaturidade, mas cada vez mais psicólogos não concordam com esse aspecto.
Existem explicações neurológicas para a falta de sensibilidade vaginal: trata-se de um problema de sensibilidade nas ramificações nervosas. Há ainda outras explicações psicológicas ligadas à aprendizagem do prazer, além de explicações mais profundas, mas inconscientemente ligadas à subjetividade de cada mulher.
Certamente a porcentagem de mulheres que não conseguem o prazer orgásmico através da penetração é altíssimo, sem que isto tenha que ser visto necessariamente como um problema. A sexualidade é, quem sabe, o item mais peculiar da conduta humana, onde não há normas nem pautas.
Finalmente, muitas mulheres relatam que o orgasmo via vaginal é possível na medida que ocorra por sua vez, a fricção do clitóris.
=> Dr. Xavier Conesa é formado em Psicologia e Sexologia pela Universidade de Barcelona. Diretor do "Centro Psicológico y de Especialidades" de Barcelona na Espanha. Este seu artigo foi publicado no saudenainternet.com.br.

 De uma forma ou outra qualquer mulher pode chegar ao orgasmo! Pergunte a ela, como e onde você pode tocar, ela sabe lidar o mapa da mina!!
 
converse com a sua parceira...