Total de visitas: 2772781
 
Novos Tempos

 

 http://enfermagem.no.comunidades.net/imagens/jorge20moraes.jpg
 
 
 
As mulheres mudaram. As exigências sobre ela mudaram, e em conseqüência, sua mentalidade também mudou. E seus padrões de exigência também. Não basta mais o “sexo para procriar”. Aliás, isso já não nos basta há muito tempo. A mulher dita moderna quer mais carinho, quer mais sexo, quer mais atenção e cumplicidade, mas também quer mais prazer sexual. Também quer ter seu momentos de orgasmos, como o homem se vangloria em ter. O número de mulheres que fingem orgasmos é proporcionalmente inverso ao número de mulheres que traem. Se cada vez menos mulheres fingem para agradar aos parceiros, e cada vez maior o numero de mulheres traem seus parceiros procurando prazeres com outros, isso é um avanço em qualidade de vida, mas não das relações. Estes dados são jogados em nossos computadores, rádios, televisões e jornais todos os dias em todos os lugares do país e do mundo! Se todo mundo gosta de sexo, porque, afinal, as brasileiras não a teriam como prioridade?
Porque os homens brasileiros tentaram, mais não mudaram. Os números das pesquisas não me deixam mentir. Eles "Os Homens" elegeram o sexo como 3ª. Prioridade, mas não mudaram suas mentalidades, sendo assim, mudou pouco o seus comportamentos. Criou-se um “verniz” de homem moderno para uma “estrutura ultrapassada”. Se, por um lado, homens e mulheres concordam em que “a maior prioridade no sexo é dar prazer ao parceiro”, as motivações para que isso ocorra são completamente diferentes, e no caso masculino, acontece principalmente por “medo da má fama pelo desempenho sexual”. Desejos novos, com vícios antiquados. O resultado é o maior numero de cornos em todo o país.
 Ao imaginar um jantar romântico...e ser levada a um boteco da moda? Ao querer ir ao boteco da moda, e ter que ver um filme de guerra? Que desejo feminino pode aumentar se, com a estabilidade da relação, seu parceiro resolve achar que “aquela barriguinha de chopp” não precisa mais ser cuidada? Que “volúpia saudável” a mulher pode ter se o sexo é feito sempre da mesma forma, tornando-se, em muitos casos, “mecânico”?
Muitas evoluções masculinas ocorreram desde a década de 60, quando a discussão sobre o orgasmo feminino começou. O homem aprendeu a dar valor à estrutura familiar, a considerar a mulher como alguém que possa ser sua companheira! Já as mulheres evoluiram literalmente. Hoje trabalham fora e tem vida própria, não existe mais as amelias! Hoje, são indepandentes financeiramente e sexualmente. Hoje é o dito macho que está na idade da pedra lascada! E o que tem de corno é brincadeira...
 
Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net