Total de visitas: 2770199
 
Doenças Respiratórias

 

 

Quais são as doenças respiratórias mais freqüentes no inverno?

Rinite, sinusite, DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), asma e pneumonia.

Por que no inverno?

Porque nessa estação do ano há fatores que estimulam a ocorrência das doenças respiratórias: queda de temperatura, baixa umidade e resfriamento do ar e o contato com ácaros de roupas guardadas. Também o ambiente fechado e a ventilação reduzida facilitam a propagação de infecções e alergias.

Qual a causa dessas doenças?

Os responsáveis pelas infecções respiratórias agudas são os vírus (mais de 90% dos casos) e as bactérias. As reações alérgicas (rinite, por exemplo) são causadas, em sua grande maioria, pelos ácaros – microorganismos encontrados na poeira.

Gripe e resfriado são a mesma coisa?

A gripe, causada pelo vírus da influenza, costuma ser classificada separadamente do resfriado comum, caracterizando-se por um quadro de infecção das vias aéreas superiores com maior repercussão clínica. Pode apresentar-se com febre alta, prostração, mialgia e calafrios. Os sintomas de coriza, tosse e faringite podem ficar em segundo plano frente às manifestações sistêmicas mais intensas. Febre, diarréia, vômitos e dor abdominal são comuns em crianças mais jovens. Tosse e fadiga podem durar várias semanas.

Vacina contra a gripe?

A vacina é recomendada para pessoas mais suscetíveis à infecção, como por exemplo os idosos, cuja imunidade torna-se comprometida com o tempo.

Entretanto, sua indicação deve ser obrigatória em pacientes com asma, doenças cardiopulmonares crônicas, hemoglobinopatias, doenças renais ou metabólicas crônicas, doenças que necessitam de uso contínuo de aspirina ou imunodeficiência.

Por que quem faz a vacina ainda pode ter gripe?

A vacina da gripe objetiva imunizar contra a infecção de um determinado tipo de vírus – Influenza – que se caracteriza por um quadro de infecção das vias aéreas superiores com maior repercussão clínica, ou seja, sintomas mais graves. No entanto, a maioria dos casos de infecção das vias aéreas superiores não são causados por esse vírus.

Como prevenir?

Cuidar da higiene das mãos de familiares, ou outras pessoas com infecção respiratória viral;

Evitar o contato de crianças sadias com pessoas com infecção respiratória;

Dormir em local arejado e umedecido (o uso de recipientes com água no quarto é uma alternativa);

Usar agasalho quando sair ao ar livre;

Evitar o acúmulo de poeira em casa;

Lavar e secar ao sol mantas, cobertores e blusas de lã guardadas por muito tempo.

Algumas recomendações importantes

O uso de antimicrobiano não combate a infecção viral, não previne complicação bacteriana e poder causar efeitos adversos.

Da mesma forma os antitussígenos ou anti-histamínicos.

Em caso de dificuldade respiratória, febre alta, prostração, secreção nasal purulenta por mais de 10 dias, otalgia, ou tosse persistente por mais de 10 dias, procurar atendimento médico.

Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net