Sites Grátis no Comunidades.net

Total de visitas: 2839339
 
Sensação De Pressão Interna Da Vagina

 

O prazer durante o ato sexual depende da fricção do pênis no canal vaginal.     Existe uma pressão interna, própria da vagina, notada principalmente após     os primeiros centímetros da entrada do canal. Esta pressão é fundamental para     que o sexo seja efetivamente prazeroso, mas normalmente ela reduz bastante     com o passar dos anos, especialmente com o envelhecimento e a menopausa.

É     a MAP que dá esta sensação de pressão interna na vagina, sentida tanto pela     mulher quanto pelo parceiro, ou seja, enquanto a MAP estiver forte esta pressão     existirá. Em outras palavras, MAP fortes deixam a vagina sempre "apertada".  

Com a musculatura enfraquecida esta sensação é reduzida, podendo as vezes     mal ser percebida. Como é de se imaginar, o prazer sexual reduzido na relação     pode desencadear os mais diversos graus de problemas entre o casal.

Por outro lado, pelo fato de o orgasmo ser um fenômeno vascular (dependente     da circulação), MAP exercitados de maneira constante garantem uma boa circulação     sanguínea e linfática de toda a região, favorecendo as condições necessárias     para a obtenção de orgasmos mais satisfatórios.

Como qualquer outra musculatura, o não exercício constante da MAP causa a     hipotrofia (perda de força e volume). Ainda, atos diários normais na vida     de toda mulher como tossir, levantar peso, correr, a própria gestação e o     envelhecimento (especialmente na menopausa) favorecem o seu enfraquecimento.

Contudo, felizmente a MAP responde muito bem a exercícios diários simples,     que podem ser praticados a qualquer hora e em qualquer lugar. Se adotados     como rotina, eles além de manter a força constante, também podem com o tempo     incrementá-la até níveis mais elevados, de acordo com o anseio pessoal. Para     saber como fortalecer sua MAP, leia a sessão exercícios.

É importante saber que o graus de força da MAP também é bastante subjetivo.     Embora exista em tese um grau mínimo para que a relação seja prazerosa para     o casal, de um modo geral quanto mais forte estiver a MAP, maior o prazer.     Graus mais elevados de força exigem maior treino e cargas maiores e mais bem     dosadas de exercícios.

Esta carga maior acaba exigindo também uma maior coordenação motora da MAP  a partir da qual manobras diversas podem incrementar  a relação.

http://images.comunidades.net/enf/enfermagem/047_1000fg.jpg