Sites Grátis no Comunidades.net Criar uma Loja Virtual Grátis

Total de visitas: 2847730
 
(Fase do Desejo Sexual)


 


A. Fase do Desejo
- Nenhuma mudança física específica


Clique nesta imagem para vê-la ampliadaB. Excitação
- Início da ereção
- O escroto começa a intumescer, as dobras escrotais desaparecem
- Os testículos começam a subir
- Os mamilos podem tornar-se eretos (isso também pode ocorrer apenas na fase de 'platô')
- Os batimentos cardíacos aceleram-se e a pressão sangüínea sobe



Clique nesta imagem para vê-la ampliada C. Platô

- Aumenta a tensão neuromuscular geral
- Aumenta a rigidez da ereção
- A glande aumenta um pouco
- Os testículos tornam-se maiores e são puxados para mais perto do corpo
- Pode surgir o fluido pré-ejaculatório
- Pode ocorrer o rubor sexual (em cerca de 25 por cento dos homens) - Os batimentos cardíacos se aceleram e a pressão sangüínea sobe ainda mais
- A respiração pode tornar-se curta e rápida
- Contração voluntária do esfíncter retal usada por alguns homens como uma técnica de estimulação
- Novo aumento da tensão neuromuscular
- A acuidade visual e auditiva é diminuída


Clique nesta imagem para vê-la ampliadaD. Orgasmo
- Início das fortes e rítmicas contrações involuntárias da próstata, das vesículas seminais, do reto e do pênis
- A ejaculação ocorre logo depois do início das contrações da próstata
- Os testículos são puxados firmemente contra o corpo
- O rubor sexual, se presente, atinge seu ponto máximo e se espalha
- Os batimentos cardíacos, a pressão sangüínea e o ritmo da respiração chegam ao ponto máximo
- Perda geral do controle muscular voluntário; pode haver contrações de grupo de músculos no rosto, nas mãos e nos pés
Clique nesta imagem para vê-la ampliada

E. Resolução
- Perda rápida da maior parte da ereção do pênis, seguida por um retorno mais lento ao tamanho normal
- O escroto relaxa e reaparecem as dobras escrotais
- Ocorre o período refratário, durante o qual não é possível outra ejaculação (a duração do períodoClique nesta imagem para vê-la ampliada refratário é muito variável, geralmente mais curta em homens mais jovens e aumentando com a idade)
- Perda da ereção dos mamilos
- Rápido desaparecimento do rubor sexual
- Pode continuar a haver uma tensão neuromuscular irregular, como é mostrado por contrações involuntárias de grupos de músculos isolados
- Os batimentos cardíacos, o ritmo da respiração e a pressão sangüínea voltam aos níveis normais (de pré-excitação)
- Comumente há uma sensação geral de relaxamento
- A acuidade visual e auditiva volta aos níveis normais





Mudanças Físicas nas Mulheres Durante o Ciclo de Resposta Sexual


A. Fase do Desejo
- Nenhuma mudança física específica

B. Excitação
- Início da lubrificação vaginalClique nesta imagem para vê-la ampliada
- Dois terços anteriores da vagina se expandem
- A cor da parede vaginal torna-se mais escura
- Os lábios vaginais externos se espalmam e afastam-se da abertura vaginal
- Os lábios vaginais internos se intumescem
- O clitóris torna-se maior
- O colo uterino e o útero se movem pra cima
- Os mamilos ficam eretos
- Os seios aumentam um pouco de tamanho
- O rubor sexual aparece (tardio e variável)
- Os batimentos cardíacos aceleram-se e a pressão sangüínea sobe
- Aumenta a tensão neuromuscular geral


Clique nesta imagem para vê-la ampliadaC. Platô
- A lubrificação vaginal continua, mas pode aumentar e diminuir
- A plataforma orgásmica surge na terça parte externa da vagina
- O colo uterino e o útero se elevam ainda mais
- Os dois terços interiores da vagina se alongam e se expandem ainda mais
- O clitóris recua para debaixo do prepúcio clitoriano
- Os lábios vaginais ficam mais intumescidos e mudam de cor
- O rubor sexual se intensifica e espalha mais - A respiração pode tornar-se curta e rápida
- Contração voluntária do esfíncter retal usada por algumas mulheres como uma técnica de estimulação
- Novo aumento da tensão neuromuscular
- Diminuição da acuidade visual e auditiva


Clique nesta imagem para vê-la ampliadaD. Orgasmo
- Início das fortes e rítmicas contrações involuntárias da plataforma orgásmica e do útero
- O rubor sexual, se presente, atinge seu ponto máximo e se espalha
- Contrações involuntárias do esfíncter retal
- Os batimentos cardíacos, a pressão sangüínea e o ritmo da respiração chegam ao ponto máximo
- Perda geral do controle muscular voluntário; pode haver contração de grupos de músculos no rosto, nas mãos e nos pés


Clique nesta imagem para vê-la ampliada
E. Resolução

- O clitóris retoma sua posição normal entre 5 e 10 segundos após o orgasmo
- A plataforma orgásmica desaparece
- Os lábios vaginais voltam à sua espessura, posição e cor normais
- A vagina recupera rapidamente seu tamanho normal; a volta à cor normal pode demorar entre 10 e 15 minutos
- O útero e o colo uterino descem para as posições de pré-excitação
- A aréola volta rapidamente ao tamanho normal; a ereção dos mamilos desaparece mais lentamente
- Rápido desaparecimento do rubor sexual
- Pode continuar a haver uma tensão neuromuscular irregular, com mostrado por contrações involuntárias de grupos de músculos isolados
- Os batimentos cardíacos, o ritmo da respiração e a pressão sangüínea voltam aos níveis normais Clique nesta imagem para vê-la ampliada(de pré-excitação)
- Comumente há uma sensação geral de relaxamento
- A acuidade auditiva volta aos níveis normais



Livros consultados:
- A cama na varanda, Regina Navarro Lins, Editora Rocco, 1997.
- Heterossexualidade, W. Masters, V. Johnson, Kolodny, Editora Bertrand Brasil, 1997, pg 66

 

 

 

http://images.comunidades.net/enf/enfermagem/bbb14.jpg