Total de visitas: 2770226
 
A estrutura organizacional

A estrutura organizacional dos serviços de saúde acompanha as transformações da sociedade contemporânea

e está centrado em modelos tecnoburocráticos de gerenciamento, pautada nas teorias administrativas,

seguindo especialmente princípios da Administração Científica, da Escola Clássica e da Teoria da Burocracia.

As teorias administrativas na enfermagem têm influenciado, ao longo do tempo, a organização do

trabalho da equipe no âmbito hospitalar, refletindo na produtividade e na qualificação da assistência de

enfermagem, na integralidade do cuidado e na divisão de tarefas, evidenciando a complexidade do setor

saúde e do trabalho de enfermagem. Atualmente, as práticas realizadas nos serviços

de saúde passaram a ser consideradas produtos e, assim, passíveis de exigência de qualidade e,

conseqüentemente, de serem submetidas a medidas avaliativas. Com a expansão dos serviços privados e a

competitividade própria do mundo capitalista, esta exigência tornou-se notória, com participação, também,

do setor público, pois os cidadãos passaram a entender a qualidade como direito social.

A formação dos enfermeiros para atuar na perspectiva de gestão proposta pelo SUS exige do enfermeiro competências

de caráter educativo, assistencial, administrativo e político; todas engajadas no compartilhamento de

informações e conhecimento que o enfermeiro tem do processo de gestão em saúde, do desencadeamento de

 processos sociais, integrando ações de coletividade, dos serviços assistências e da avaliação dos resultados,

 visando  à melhoria da qualidade do serviço.

 

Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net